Rádio Central FM

Nossa região nasceu com características singulares, Barros Cassal localiza-se na encosta da serra, com relevo montanhoso e acidentado com dificuldades de acesso ao interior do município que por varias vezes decretou Situação de Emergência devido a situações climáticas, causando isolamento e danos na agricultura familiar que predomina no município, na maioria ocupadas a monocultura do fumo, sendo o primeiro município da região norte do estado, sentido centro norte pela RS 422, antiga estrada de “chão batido”, que liga Venâncio Aires a Soledade, e antes da construção da BR 386, era a principal ligação da região metropolitana da capital gaúcha a região da produção do estado, agora temos a ERS 153 que faz parte do projeto Corredores de Exportação do governo federal, que liga o norte do estado ao porto de Rio Grande. O nosso e alguns municípios , até pouco tempo faziam parte de uma região chamada “ Região Esquecida” pela falta de investimentos em varias carências que nos acompanhavam a anos, os veículos que trafegavam pelas estrada esburacadas da região, ostentavam um adesivo colado no parabrisa, com o mapa da “Região Esquecida”, titulo nada agradável mas que marcava o inicio de uma campanha rumo ao desenvolvimento regional, nosso sonho mais antigo e de nossos antepassados, um povo honrado e trabalhador, apesar das dificuldades e da luta incesante para sobreviver nesta terra. Na nossa trajetória de lutas, tivemos grandes vultos que se destacaram no nosso Barros Cassal, antes e depois da emancipação em 5 de novembro de 1963 , conseguimos melhorias significativas, como diminuir a mortalidade infantil, melhorias na saúde publica e na segurança, também melhorou a estrutura do município, nosso povo passou a viver com mais diginidade , mas o nosso IDH, índice de desenvolvimento humano, continuava baixo em relação a outras regiões do estado, temos um alto índice de analfabetismo devemos um dia erradicar com o empenho de todos, mas uma das ferramentas adequadas para se ter uma educação de qualidade é a Comunicação, saímos recentemente da escuridão comunicativa, por um longo tempo fomos atendidos apenas por uma agencia de correios que nem carteiro tinha para entregar nossas correspondências, os jornais que circulavam no município eram regionais e raramente tinha reportagem de interesse local, sonhávamos com um meio de comunicação em massa assesivel a toda população, uma Radio, alguns achavam impossível a façanha, quem iria aceitar esse desafio? Alguma empresa de comunicação apostaria no nosso potencial de desenvolvimento e nossa capacidade de gerar lucro?


Em 1998 passou a vigorar lei que criava o Sistema de Radiodifusão Comunitária , a Lei 9612/98, passamos a ver nosso sonho mais próximo. Em uma manha certa manha, sábado de primavera, reuniram-se na Churrascaria Rincão um grupo de amigos, que unidos pelo desejo de servir a comunidade, criaram a ASSOCIAÇÃO COMUNITARIA DE BARROS CASSAL , depois de lavrar em ata a reunião, em pouco tempo estava constituída a ASCOBAC entidade que iria manter a RADIO CENTRAL FM de Barros Cassal. A primeira diretoria escolhida de forma democrática entre os presentes ficou assim constituída por, André Nunes de Carvalho, Joel de Almeida Castro, Joarez Padilha Silveira, Leni Terezinha Pereira de Carvalho, Leandro Ozelame, Sebastião Padilha, também foi criado o Conselho Fiscal e o Conselho Comunitário, conforme prevê a Lei.


Nosso primeiro endereço foi na Av Mauricio Cardoso 1000 , propriedade do Sr. Daltro Kussler . A entidade constituida de fato e de direito entrou com uma solicitação na de autorga na ANATEL em Porto Alegre, e por não ter uma manifestação do Ministério das Comunicações, entramos na justiça federal por morosidade na concessão do nosso sinal de Radio, a Juíza federal Dra. Simone Sbriglio Gallia achou por bem nos conceder uma Ação Cautelar Antecipada, conquista esta que contou sempre com o apoio da comunidade e na tarde do Dia 18 de outubro de 2001 entrava no ar a ZYM 455 RADIO CENTRAL FM de Barros Cassal operando na freqüência de 104.9 MHZ. E como prevê o Art. 3º O Serviço de Radiodifusão Comunitária, nosso trabalho tem vistas à:


I - dar oportunidade à difusão de idéias, elementos de cultura, tradições e hábitos sociais da comunidade;
II - oferecer mecanismos à formação e integração da comunidade, estimulando o lazer, a cultura e o convívio social;
III - prestar serviços de utilidade pública, integrando-se aos serviços de defesa civil, sempre que necessário;
IV - contribuir para o aperfeiçoamento profissional atuação dos jornalistas e radialistas nas áreas com a legislação profissional vigente.


Na Radio Central Fm , qualquer cidadão da comunidade tem direito de emitir opiniões sobre qualquer assunto abordado na programação bem como manifestar suas idéias, propostas, reclamações ou revindicações devendo observar apenas o momento adequado na programação da emissora e para faze-lo mediante pedido encaminhado a Direção da Radio. Nosso trabalho da sempre prioridade para atividades educativas, artísticas, culturais e informativas que beneficiem o desenvolvimento geral da comunidade, não criamos proselitismo político religioso ou de qualquer natureza , não discriminamos raça, religião, sexo, preferências sexuais, convicção político- ideológica- partidária.


O fruto do nosso trabalho que mais valorizamos é a satisfação da nossa comunidade.


Ao completar 10 anos de fundação constatamos que valeu a pena nosso esforço e saber que com nosso humilde trabalho colaboramos e estamos cada vez mais úteis a nossa comunidade , a todos que fazem parte do nosso dia a dia de trabalho, ou fizeram a comunidade que sempre nos apoiou, aos APOIADORES CULTURAIS, que graças a eles é possível gerar a sustentabilidade da emissora, a todos os voluntários que de uma maneira ou de outra colaboram conosco,aos nossos OUVINTES que consomem nosso produto final e são nossos eternos companheiros, nosso agradecimento, e todos juntos seremos cada vez mais úteis a nossa comunidade. Muito Obrigado.